«Estou muito contente com o salto na minha carreira»

FC Porto 07-09-2019 11:42
Por Pascoal Sousa

No espaço de apenas um mês Marchesín tornou-se no dono indiscutível das redes do FC Porto e ganhou estatuto reforçado na seleção da Argentina. Titular no empate a zero contra o Chile, Marchesín aproveitou muito bem a oportunidade para deixar de ser figura secundária da Argentina e atacar de vez o lugar que tem sido de Franco Armani, guarda-redes do River Plate.

 

O salto para os dragões e as exibições seguras que assinou desde a estreia frente ao Krasnodar, a 7 de agosto, proporcionaram-lhe a oportunidade de convencer o selecionador Lionel Scaloni de que pode ser o número 1 da Argentina.

 

«Estou muito bem e muito contente com o salto na minha carreira. Trataram-me muito bem desde que cheguei ao clube. Estou a aproveitar a oportunidade que me estão a dar», confirmou Marchesín, no final do jogo com o Chile. No equilibrado duelo com selecionado de Reinaldo Rueda o guardião portista sobressaiu com vistoso voo, aos 40 minutos, a deter remate de Charles Aranguiz.


A titularidade de Marchesín foi também muito celebrada pelos adeptos do seu antigo clube no México, o América. Ochoa sucedeu ao número na baliza, mas o argentino continua a ser uma referência que deixa um rasto de saudade. O portista saiu satisfeito com o seu desempenho frente ao Chile, adversário que derrotou os argentinos na final da Copa América Centenário, em 2016, nas grandes penalidades: «Os jogos com o Chile são duros, são clássicos. Fizemos um bom jogo, mesmo com vários jogadores novos. Estou contente com o rendimento de todos.»

 

Faltava ao experiente guarda-redes mostrar-se numa montra mais exigente como é a Europa e a transferência para o FC Porto abriu-lhe novos horizontes na seleção. Para os dragões ser Marchesín o futuro titular da baliza da Argentina potenciará o investimento de 7,2 milhões de euros feitos na sua aquisição ao América. 
 

Ler Mais
Comentários (11)

Últimas Notícias