«Quem joga na frente tem de destacar-se»

SC Braga 22-08-2019 22:46
Por Redação

Ricardo Horta congratula-se com a autoria do golo solitário que garantiu ao SC Braga a vitória na receção ao Spartak Moscovo, mas lembra que os guerreiros têm pela frente dura batalha na Rússia.

 

«Sabíamos que íamos defrontar uma grande equipa, que vinha para dificultar ao máximo. Soubemos ter paciência e posse de bola rápida para chegar ao golo. Comprometemo-nos com os objetivos que tínhamos para este jogo: marcámos e não sofremos. Está na primeira parte, estamos em vantagem como queríamos, mas falta um duro segundo jogo», alertou o extremo, em declarações à Sport TV.

 

O que mudou na segunda parte?

 

«Tínhamos de acelerar o jogo, acelerar os processos. Queríamos ganhar e felizmente chegámos ao golo», realçou Ricardo Horta.

 

Sobre o golo decisivo: «O jogador que joga na frente tem de destacar-se, seja por golos ou assistências, mas procuro também ajudar a equipa a defender. Hoje fui eu a marcar, mas mais importante é a vantagem que levamos para o próximo jogo.»

O FUTURO COM O NOSSO PASSADO


Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo de qualidade que se faz da grande história, da investigação e da grande reportagem – nós temos esse jornalismo (o jornalismo que fez com que se falasse de A BOLA como a Bíblia) para lhe continuar a dar.

Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo do texto criativo e sedutor e da opinião acutilante que não se faz de cócoras ou de mão estendida – nós temos esse jornalismo para lhe continuar a dar…

… e para nos ajudar a manter e a melhorar esse jornalismo sério e independente com o timbre de A BOLA,

Junte-se a nós nesse novo desafio ao futuro, tornando-se nosso assinante.

ASSINE AQUI

A Edição Digital de A Bola

Ler Mais
Comentários (4)

Últimas Notícias