Bilionário acusado de gerir rede de pedofilia encontrado morto na cela

Estados Unidos 10-08-2019 15:14
Por Redação

O milionário norte-americano Jeffrey Epstein, 66 anos, detido há várias semanas sob a acusação de abuso sexual e tráfico de menores, foi encontrado morto este sábado na sua cela da prisão em Nova Iorque.

 

O aparente suicídio aconteceu depois de uma ordem judicial ter tornado públicos documentos da investigação que descobriu como Epstein geria o alegado esquema de recrutamento e exploração de menores para homens poderosos.

 

Epstein - que estava a ser vigiado precisamente por risco de suicídio por já o ter alegadamente tentado há alguns dias - enfrentava uma pena de prisão até 45 anos.

 

Segundo a acusação, entre 2002 e 2005, recrutou raparigas para irem às suas casas de luxo, em Nova Iorque e na Flórida, onde eram abusadas sexualmente.

O FUTURO COM O NOSSO PASSADO


Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo de qualidade que se faz da grande história, da investigação e da grande reportagem – nós temos esse jornalismo (o jornalismo que fez com que se falasse de A BOLA como a Bíblia) para lhe continuar a dar.

Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo do texto criativo e sedutor e da opinião acutilante que não se faz de cócoras ou de mão estendida – nós temos esse jornalismo para lhe continuar a dar…

… e para nos ajudar a manter e a melhorar esse jornalismo sério e independente com o timbre de A BOLA,

Junte-se a nós nesse novo desafio ao futuro, tornando-se nosso assinante.

ASSINE AQUI

A Edição Digital de A Bola

Ler Mais

Últimas Notícias