Japão mantém ilhas disputadas com Coreia do Sul em mapa dos Jogos Olímpicos-2020

Jogos Olímpicos 24-07-2019 13:18
Por Redação

O Governo japonês rejeitou um pedido da Coreia da Sul para retirar de um mapa dos Jogos Olímpicos-2020 um pequeno grupo de ilhas disputadas pelos dois países.

 

Num mapa online, que explica a rota da tocha olímpica, um pequeno ponto representa Takeshima, territórios remotos e desertos atualmente controlados por Seul (capital da Coreia do Sul), sob o nome de Dokdo.

 

No ocidente, estes ilhéus são conhecidos como rochedos Liancourt, em homenagem a um baleeiro francês do século XIX.

 

«É verdade que a Coreia do Sul fez um pedido através da embaixada do Japão em Seul, mas respondemos que não era admissível, já que Takeshima é nossa», disse o porta-voz do executivo de Tóquio, Yoshihide Suga.

 

Para o Governo sul-coreano, Dokdo é parte integrante do território da Coreia do Sul, historicamente, geograficamente e à luz do direito internacional.

 

De acordo com Suga, o Governo japonês também rejeitou os protestos em Seul contra o nome ‘Mar do Japão’, para descrever a extensão marinha que fica a oeste do território japonês, apelidado pelos sul-coreanos de ‘Mar do Leste’.

 

Tóquio é a cidade sede das próximas Olimpíadas.

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias