Faustino, o benjamin de Portugal no Europeu

Sub-19 19-07-2019 09:59
Por Miguel Mendes

Aos 17 anos apenas conheceu duas camisolas na carreira: FC Porto e Seleção Nacional. Os dois amores de Levi Faustino, defesa-central, que, na já longínqua época de 2009/2010, deixou Aveiro, onde nasceu, para rumar ao Porto e aos dragões.


Por lá cresceu, subindo todos os patamares da formação, ganhou estatuto e hoje é visto como um dos valores seguros para o futuro. A esperança foi reforçada este ano, em março, quando renovou com os azuis e brancos até 2021. Uma confiança justificada após a brilhante conquista da Youth League, na qual teve papel determinante, além do título nacional de juniores.


O sucesso no clube foi acompanhado pelas constantes chamadas às seleções nacionais. Quase sempre num escalão acima. Como, de resto, acontece neste Europeu sub-19 da Arménia. É, de resto, o mais novo dos 20 escolhidos por Filipe Ramos para a competição. Agora, após 30 internacionalizações desde os sub-15, aguarda a estreia nos sub-19. Algo que poderá acontecer já amanhã, diante da Arménia, partida que poderá determinar a qualificação de Portugal para as meias-finais da prova.


«A Arménia já não pode qualificar-se neste momento mas vai querer dar tudo para terminar da melhor forma. Por certo que quer complicar ao máximo a nossa tarefa, mas estamos preparados. Sabemos que podemos encontrar uma equipa fechada, que não vai arriscar muito e que tentará jogar no nosso erro», analisou o central, garantindo que o empate com a Espanha deu grande motivação ao grupo português: «A equipa continua forte e motivada. O empate com a Espanha não era o resultado que queríamos,  mas não deixa de ser um desfecho positivo, pois continuamos a depender apenas de nós para chegar às meias-finais.»
 

O FUTURO COM O NOSSO PASSADO


Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo de qualidade que se faz da grande história, da investigação e da grande reportagem – nós temos esse jornalismo (o jornalismo que fez com que se falasse de A BOLA como a Bíblia) para lhe continuar a dar.

Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo do texto criativo e sedutor e da opinião acutilante que não se faz de cócoras ou de mão estendida – nós temos esse jornalismo para lhe continuar a dar…

… e para nos ajudar a manter e a melhorar esse jornalismo sério e independente com o timbre de A BOLA,

Junte-se a nós nesse novo desafio ao futuro, tornando-se nosso assinante.

ASSINE AQUI

A Edição Digital de A Bola

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias