Quarteto da frente empata e Chibuto colhe dividendos

Moçambique 15-07-2019 07:40
Por Alexandre Zandamela, Maputo

Nenhuma alteração no posicionamento do quarteto da frente, em razão dos empates registados nos seus embates, facto muitíssimo bem aproveitado pelo Clube do Chibuto, para agora se formar um quinteto no grupo da liderança do Campeonato Moçambicano de Futebol da 1ª Divisão, após a disputa, este domingo, da 12ª jornada da prova.

 

As atenções estiveram em absoluto voltadas para Songo, palco do desafio entre os rivais União Desportiva e Costa do Sol, que, juntamente com Ferroviário da Beira, vêm se revezando no comando.

 

Campeão em título e a formação treinada pelo português Horácio Gonçalves proporcionaram um grande espectáculo de futebol, cujo resultado foi um empate 2-2.

 

Logo no início da partida, o ponta-de-lança Luís Miquissone abriu o activo, colocando a UD em vantagem. No entanto, os canarinhos não se incomodaram e partiram para a contra-resposta: chegaram ao empate pelo camaronês Eva Nga, aos 14 minutos, e à frente no marcador, por intermédio de Nélson, aos 28, na sequência de um primoroso pontapé de canto. A equipa de Nacir Armando logrou a igualdade aos 52 minutos, através de Gildo.

 

No Estádio Municipal de Pemba, tudo indicava que o Ferroviário da Beira sairia com uma goleada, quando o capitão Maninho, aos 15 minutos, inaugurou o marcador. Só que os baianos, perante o seu púbico e no primeiro jogo após a chicotada psicológica que ditou o afastamento do treinador Minate Chabane, conseguiram o 1-1 ao cair do pano, por intermédio de Bamba.

 

Categórico, esteve o Clube do Chibuto, na recepção à ENH de Vilankulo, vencendo por 3-1 e, consequentemente, passar para a quinta posição da tabela classificativa.

 

Já na Matola, o português Nilton Terroso viu a sua Liga Desportiva de Maputo conseguir um triunfo (1-0, golo de Yude, aos 28 minutos) verdadeiramente lisonjeiro face a um Ferroviário de Nacala que, na etapa complementar da contenda, dominou por completo e só não marcou porque o guarda-redes Moka assim o não quis.

 

O triunvirato de grandes emblemas da capital, constituído pelo Ferroviário, Maxaquene e Desportivo, teve sorte bem distinta. Os locomotivas empataram 0-0 no caldeirão do Chiveve, diante do Têxtil do Púnguè; os tricolores perderam no campo do Afrin, na recepção ao Incomáti de Xinavane por 3-2; e os alvi-negros, em alta, ganharam no santuário do 25 de Junho ao Ferroviário de Nampula, por duas bolas sem resposta, agudizando ainda mais o ambiente sombrio que se vive no representante da capital nortenha.

 

Resultados da 12ª jornada:

UD Songo-Costa do Sol                                            2-2

Baía de Pemba-Ferroviário da Beira                         1-1

Desportivo de Nacala-Textáfrica do Chimoio          0-0

Maxaquene-Incomáti de Xinavane                           2-3

Liga Desportiva de Maputo-Ferroviário de Nacala  1-0

Clube do Chibuto-EHN de Vilankulo                                   3-1

Ferroviário de Nampula-Desportivo de Maputo       0-2

Têxtil do Púnguè-Ferroviário de Maputo                 0-0

 

Classificação: Ferroviário da Beira 21 pontos, UD Songo 20, Textáfrica do Chimoio 20, Costa do Sol 19, Clube do Chibuto 19, Liga Desportiva de Maputo 18, Incomáti de Xinavane 18, Ferroviário de Maputo 17, Desportivo de Nacala (menos um jogo) 16, Maxaquene 16, Ferroviário de Nacala 15, Desportivo de Maputo 15, ENH de Vilankulo (menos um jogo) 14, Ferroviário de Nampula 10, Têxtil do Púnguè oito e Baía de Pemba oito pontos.

 

O FUTURO COM O NOSSO PASSADO


Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo de qualidade que se faz da grande história, da investigação e da grande reportagem – nós temos esse jornalismo (o jornalismo que fez com que se falasse de A BOLA como a Bíblia) para lhe continuar a dar.

Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo do texto criativo e sedutor e da opinião acutilante que não se faz de cócoras ou de mão estendida – nós temos esse jornalismo para lhe continuar a dar…

… e para nos ajudar a manter e a melhorar esse jornalismo sério e independente com o timbre de A BOLA,

Junte-se a nós nesse novo desafio ao futuro, tornando-se nosso assinante.

ASSINE AQUI

A Edição Digital de A Bola

Ler Mais

Últimas Notícias

Mundos