«É uma porta que está aberta, mas é pequenina»

Sporting 11-07-2019 17:32
Por Redação

Leonel Pontes está de regresso ao Sporting para orientar a equipa de sub-23. Diz ter em mãos um «projeto ambicioso», cujo principal objetivo é o de preparar os jogadores para a equipa principal. A porta está aberta para o plantel de Marcel Keizer, em plena sintonia, mas «pequenina», nas palavras do próprio Leonel Pontes, devido à cultura de exigência nos leões. «Para passar por essa porta tudo tem a ver com o rendimento», defende o técnico.

 

«É com muito orgulho que regressei a esta casa depois de dez anos fora. Foram 15 anos no Sporting, onze na formação e quatro no futebol profissional. Voltei para este projeto sub-23, que é ambicioso. É um projeto de desenvolvimento de jogadores através de um campeonato competitivo. Queremos rentabilizar as suas qualidades e melhorar os seus defeitos para serem parte integrante da equipa principal num futuro próximo», explicou o treinador, em entrevista ao jornal do clube.

 

A época que se avizinha será «exigente», com 42 jogos oficiais contabilizados, e será atacada com um «grupo jovem», composto por jogadores de diferentes escalões etários.

 

«Temos matéria-prima para trabalhar. (…) O nível competitivo dos mais jovens será maior se estiverem a competir mais acima. Vamos ver é se já estão prontos para isso. Temos jogadores sub-17 que podem dar o seu contributo pela maturidade futebolística que apresentam. Sabemos que o nível de dificuldade vai aumentando e esperamos que a evolução seja significativa», referiu Leonel Pontes.

 

Dar o salto para a equipa principal é o objetivo: «É uma porta que está aberta, mas é pequenina. Para passar por essa porta, tudo tem a ver com o rendimento do jogador. Essa evolução é sinal de qualidade, de competitividade, de que estão preparados para o alto nível. Acho que deve ser o objetivo de todos os jogadores sub-19 e sub-23.»

Ler Mais
Comentários (4)

Últimas Notícias