Já chegou o empresário ‘online’

Futebol 05-07-2019 16:14
Por Pascoal Sousa

Com o mercado do futebol em ebulição, uma startup portuguesa criou uma plataforma que facilita a contratação de atletas, profissionais ou amadores, sem necessidade de pagar a intermediários. O programa aplica-se a várias modalidades, mas o futebol está no topo da popularidade. A Sportransfers conta já com quase oito mil utilizadores inscritos, 7000 dos quais são atletas.

 

A ideia é simples: «Tanto nas divisões inferiores do futebol como nas modalidades amadoras, há muitos clubes que têm muitas dificuldades na hora de contratar novos atletas ou até staff técnico por não terem capacidade financeira para pagar a intermediários nos negócios», salienta José Carlos Marques, diretor executivo da startup lusa.

 

Uma barreira que a empresa pretende eliminar, promovendo a aproximação entre atletas e elementos técnicos aos clubes, sem qualquer outro tipo de intermediação. «Aqui não há empresários nem intermediários envolvidos. Os clubes, por exemplo, inscrevem-se e podem criar anúncios dando conta do tipo de atletas e staff que pretendem contratar. Os atletas e staff que estão disponíveis e que procuram clube podem inscrever-se de forma gratuita na plataforma, preencher os seus perfis, características e currículo. Depois a plataforma irá, de forma automática através de algoritmos internos, permitir que os clubes registados encontrem os elementos mais adequados às suas necessidades», explica o diretor executivo da  Sportransfers.

 

Criada no final de 2017, esta plataforma foi idealizada por dois engenheiros do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP), ambos antigos desportistas. O futebol é a modalidade mais representada, seguida do futsal, andebol, basquetebol e voleibol. Nesta primeira fase, a maioria dos utilizadores são de nacionalidade portuguesa, mas há meio milhar de utilizadores brasileiros registados, a que se juntam mais cem de nacionalidade angolana e outra centena de cabo-verdianos e guineenses.

 

 

O FUTURO COM O NOSSO PASSADO


Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo de qualidade que se faz da grande história, da investigação e da grande reportagem – nós temos esse jornalismo (o jornalismo que fez com que se falasse de A BOLA como a Bíblia) para lhe continuar a dar.

Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo do texto criativo e sedutor e da opinião acutilante que não se faz de cócoras ou de mão estendida – nós temos esse jornalismo para lhe continuar a dar…

… e para nos ajudar a manter e a melhorar esse jornalismo sério e independente com o timbre de A BOLA,

Junte-se a nós nesse novo desafio ao futuro, tornando-se nosso assinante.

ASSINE AQUI

A Edição Digital de A Bola

Ler Mais
Comentários (2)

Últimas Notícias