Visita do papa em setembro inclui missa em estádio, encontro inter-religioso e várias reuniões

Moçambique 28-06-2019 15:00
Por Lusa

A viagem do papa Francisco a Moçambique, de 4 a 6 de setembro, inclui uma missa no maior estádio do país, um encontro inter-religioso e uma visita a um hospital, entre várias iniciativas, segundo o programa hoje divulgado pelo Vaticano

 

A chegada do papa está marcada para sexta-feira, dia 4 de setembro, às 16:30 (menos uma hora em Lisboa), com uma cerimónia de receção no aeroporto internacional de Maputo.

 

No dia seguinte, Francisco fará uma visita de cortesia ao Presidente da República, Filipe Nyusi, no Palácio de Ponta Vermelha, no centro da capital, seguindo-se um encontro com as autoridades, sociedade civil e corpo diplomático, no mesmo local.

 

Dali a poucos quilómetros, já na baixa de Maputo, o líder da igreja católica dirige depois um encontro inter-religioso com jovens no pavilhão desportivo de Maxaquene.

 

Após um almoço na Nunciatura, o papa Francisco encontra-se com bispos e sacerdotes e outros membros da comunidade católica na Catedral da Imaculada Conceição.

 

Para sexta-feira, dia 6 de setembro, estão agendados eventos na periferia de Maputo: uma vista ao Hospital do Zimpeto e uma missa no Estádio do Zimpeto - o maior e mais moderno estádio do país - seguindo-se uma cerimónia de despedida no aeroporto de Maputo com saída para Madagáscar pelas 12:40.

 

A vista papal a África vai continuar até dia 10 de setembro passando por Madagáscar e ilhas Maurícias. No caso de Moçambique, esta será a segunda visita de um papa, 30 anos depois de João Paulo II.

 

O FUTURO COM O NOSSO PASSADO


Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo de qualidade que se faz da grande história, da investigação e da grande reportagem – nós temos esse jornalismo (o jornalismo que fez com que se falasse de A BOLA como a Bíblia) para lhe continuar a dar.

Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo do texto criativo e sedutor e da opinião acutilante que não se faz de cócoras ou de mão estendida – nós temos esse jornalismo para lhe continuar a dar…

… e para nos ajudar a manter e a melhorar esse jornalismo sério e independente com o timbre de A BOLA,

Junte-se a nós nesse novo desafio ao futuro, tornando-se nosso assinante.

ASSINE AQUI

A Edição Digital de A Bola

Ler Mais

Últimas Notícias