«Não existe Liga como a nossa, que transborda talento e profissionalismo»

Liga 14-06-2019 20:32
Por Redação

Pedro Proença fez, esta sexta-feira, a primeira intervenção após a tomada de posse dos órgãos sociais da Liga para o quadriénio 2019-2023. Ocasião para exaltar o trabalho desenvolvido nos últimos quatro anos, mas, também, para traçar metas para o futuro.

 

«De julho de 2015 a junho de 2019 respirámos rigor, talento, profissionalismo e agregação, estendendo estes valores às nossas três competições. As soluções implementadas de modernização, rentabilização e promoção da Liga e das suas competições, permitem-nos dizer hoje, no final deste mandato, que foram atingidas todas as linhas de orientação estratégica definidas no seu início. Mas passados estes quatro anos, admitimos que queremos mais, muito mais. Este é o propósito de aqui estarmos, é por isso que assumo liderar este organismo por mais um mandato», afirmou.

 

«Temos, como visão, assumir-nos como uma das mais importantes Ligas da Europa, permanentemente na senda das boas práticas internacionais, valorizando económica e desportivamente o futebol profissional português. E tudo faremos para isso», afiançou Pedro Proença, reiterando o desejo de união no futebol português, em nome de um objetivo comum: «Teremos, todos, que nos elevar perante esta responsabilidade de caminhar para o futuro sem olhar para o passado, juntos, pois é tão maior o propósito que nos une do que as singularidades que nos diferenciam.»

 

«Não existe Liga de Futebol Profissional como a nossa, uma Liga que transborda talento e profissionalismo. Mas não é isso só por si que nos fará mais fortes, mas sim a envolvência de todos neste projeto», sublinhou.

Ler Mais
Comentários (15)

Últimas Notícias

Mundos