Megaoperação da PJ faz buscas em 18 câmaras municipais

Crime 12-06-2019 12:15
Por Redação

A Polícia Judiciária desenvolveu esta quarta-feira que foi realizada uma operação policial «de buscas domiciliárias e não domiciliárias, em autarquias, entidades públicas e empresas». Em causa «estão suspeitas de corrupção, tráfico de influências, participação económica em negócio, prevaricação e abuso de poder num esquema fraudulento de viciação de procedimentos de contratação pública, com vista a favorecer pessoas singulares e coletivas», refere a PJ.

 

A PJ informou que a operação foi realizada pela Diretoria do Norte e com o apoio de vários Departamentos de Investigação Criminal e da Diretoria do Centro. Na operação policial «realizaram-se 50 buscas, domiciliárias e não domiciliárias que envolveram 200 elementos da Polícia Judiciária - inspetores, peritos informáticos, peritos financeiros e contabilísticos».

 

Além de 18 autarquias do Norte e Centro - Águeda, Almeida, Armamar, Belmonte, Barcelos, Braga, Cinfães, Fundão, Guarda, Lamego, Moimenta da Beira, Oleiros, Oliveira de Azeméis, Oliveira do Bairro, Sertã, Soure, Pinhel e Tarouca - , também a operadora de transportes públicos Transdev foi visada nas buscas.

 

 

 

 

O FUTURO COM O NOSSO PASSADO


Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo de qualidade que se faz da grande história, da investigação e da grande reportagem – nós temos esse jornalismo (o jornalismo que fez com que se falasse de A BOLA como a Bíblia) para lhe continuar a dar.

Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo do texto criativo e sedutor e da opinião acutilante que não se faz de cócoras ou de mão estendida – nós temos esse jornalismo para lhe continuar a dar…

… e para nos ajudar a manter e a melhorar esse jornalismo sério e independente com o timbre de A BOLA,

Junte-se a nós nesse novo desafio ao futuro, tornando-se nosso assinante.

ASSINE AQUI

A Edição Digital de A Bola

Ler Mais

Últimas Notícias