Pena de morte para autores de ataques com ácido

Irão 09-06-2019 17:48
Por Redação

O parlamento iraniano aprovou, este domingo, uma medida para punir com pena de morte quem fizer ataques com ácido, avança o jornal espanhol La Vanguardia.

 

Nos últimos anos, este tipo de ataques tornou-se mais comum no país, principalmente contra mulheres.

Foram precisos vários anos de debate para os representantes iranianos decidirem a nova pena.

 

No projeto de lei aprovado, o crime pode ser punido com a morte pela forca - esta pena só vai ser aplicada nos casos de ataques com ácido «que tenham como intenção intimidar e criar a insegurança na sociedade».

 

Dos 245 deputados presentes, 161 votaram a favor da nova pena.

 

Agora, para se tornar definitivamente lei, vai ter de ser aprovada pelo Conselho dos Guardiões, que vai verificar se as novas medidas estão de acordo com a lei islâmica (dentro de três semanas deve entrar em vigor).

 

Depois de vários ataques em 2014, houve manifestações nas ruas iranianas a exigir mudanças, o presidente Hasan Rohaní afirmou que ia castigar esses «atos horríveis e desumanos».

 

Os ataques com ácido foram perpetrados principalmente por grupos ultra-conservadores do regime iraniano, para garantir a moralidade da população.

 

Até agora, por norma, as penas costumam ser iguais aos atos dos ataques, numa aplicação da lei «olho por olho».

O FUTURO COM O NOSSO PASSADO


Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo de qualidade que se faz da grande história, da investigação e da grande reportagem – nós temos esse jornalismo (o jornalismo que fez com que se falasse de A BOLA como a Bíblia) para lhe continuar a dar.

Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo do texto criativo e sedutor e da opinião acutilante que não se faz de cócoras ou de mão estendida – nós temos esse jornalismo para lhe continuar a dar…

… e para nos ajudar a manter e a melhorar esse jornalismo sério e independente com o timbre de A BOLA,

Junte-se a nós nesse novo desafio ao futuro, tornando-se nosso assinante.

ASSINE AQUI

A Edição Digital de A Bola

Ler Mais

Últimas Notícias

Mundos