Caso de Pichardo segue para tribunal

Atletismo 29-05-2019 07:29
Por Redação

O Benfica vai contestar a decisão da Associação Europeia de Atletismo (AEA), que não reconheceu a nacionalidade portuguesa de Pedro Pablo Pichardo para efeitos da representação do clube na Taça dos Clubes Campeões Europeus (TCCE) de pista, realizada no último fim de semana, em Castellón, Espanha.

 

O vice presidente Fernando Tavares reiterou, ontem, a intenção de recorrer à via judicial. Além dos regulamentos desta competição em específico, os dirigentes do Benfica consideram que a AEA desrespeitou as leis comunitárias e os direitos de Pichardo como cidadão português e europeu.


«A AEA e o Senhor Daniel Pereira (Diretor da prova em causa) podem contar com o meu empenho e determinação pessoais, assim como os do Sport Lisboa e Benfica, através da minha qualidade de vice presidente, para levar este caso de perseguição individual e incoerência regulamentar até às últimas consequências legais e jurídicas. Vão sentir a força da razão e a força do Benfica», escreveu Fernando Tavares, apontando que «esse rigor não se estendeu a outros clubes em prova que, pelo mesmo critério, usaram três estrangeiros».

 

 

Ler Mais
Comentários (13)

Últimas Notícias