Europeus acreditam no fim da UE até 2040

União Europeia 16-05-2019 17:57
Por Redação

Segundo um estudo realizado em 14 Estados-membros, a maioria dos cidadãos europeus acredita que a desintegração da União Europeia é uma «possibilidade realista» nos próximos 10 a 20 anos, apesar do apoio ao bloco comunitário registar atualmente níveis recordes.

 

A poucos dias das eleições europeia, um estudo desenvolvido pela YouGov do Conselho Europeu de Realções Exterioress, e que não inclui Portugal, mostra qeue metade ou mais de metade dos cidadãos  Eslováquia (66%), França (58%), Roménia (58%), Polónia (58%), Itália (58%), Grécia (57%), República Checa (56%), Hungria (53%), Holanda (52%), Alemanha (51%) e Áustria (50%) acredita que o fim da UE poderá acontecer até 2040.

 

No entanto, dos 14 países analisados, só na Suécia (44%), na Dinamarca (42%) e em Espanha (40%) é que a hipótese de a desintegração do projeto europeu ser uma realidade a longo prazo regista níveis inferiores aos 50 por cento.

 

O estudo, publicado quarta-feira à noite por um conjunto de jornais internacionais como o britânico The Guardian ou o italiano La Stampa, mostra também que, quase sete décadas depois da criação da Comunidade Europeia do Carvão e do Aço (CECA), a origem de todo o caminho da integração europeia, três em cada 10 cidadãos europeus inquiridos pensam que um conflito entre os países da UE é também uma «possibilidade realista».

 

O estudo, cujo trabalho de campo decorreu em março passado, também mostra que os europeus estão igualmente preocupados com a falta de prosperidade. No total dos 14 países, menos de um terço dos inquiridos chega ao fim do mês com dinheiro para gastar em bens não essenciais. 

Ler Mais

Últimas Notícias