Interrompidas aulas devido a novo ciclone

Moçambique 24-04-2019 19:21
Por Lusa

O Ministério da Educação de Moçambique anunciou esta quarta-feira a interrupção das aulas nas escolas das cidades de Cabo Delgado devido ao ciclone Kenneth, que poderá atingir o norte do país na quinta-feira.

 

As aulas estão interrompidas a partir de hoje e os alunos só retomam na segunda-feira, informa-se num comunicado do Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano de Moçambique.

 

Além do norte de Moçambique, o ciclone, que começou como uma depressão atmosférica no oceano Índico, poderá afetar o sul da Tanzânia, país vizinho.

 

De acordo com dados oficiais, Moçambique precisa de 100 milhões de meticais (1,3 milhões de euros) para assistir eventuais vítimas do ciclone Kenneth, segundo as autoridades, que emitiram um alerta vermelho.

 

Em comunicado distribuído hoje à imprensa, a Cruz Vermelha manifestou-se preocupada com os possíveis impactos da passagem do ciclone, anunciando que foram destacados voluntários no norte de Moçambique para alertar as comunidades.

 

«Estamos especialmente preocupados com o seu possível impacto em Moçambique, onde as comunidades ainda se recuperam da devastação do ciclone Idai [ciclone que passou em 14 de março e matou 603 pessoas]», afirmou Fatoumata Nafo-Traoré, diretora Regional para a África da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, citada no comunicado.

 

Dados oficiais indicam que perto de 692 mil pessoas estão em zonas consideradas de risco no norte de Moçambique.

Ler Mais

Últimas Notícias