Sterling defende que racismo no desporto está longe de ter fim

Manchester City 23-04-2019 14:32
Por Redação

Sterling, jogador do Manchester City, escreveu um manifesto assinado por inúmeras figuras do futebol e da política,  apelando à luta pelo racismo no desporto.

 

Este manifesto foi publicado, esta terça-feira, no “The Times”, onde o médio Inglês contou vários episódios de foro racista sucedidos em estádios de futebol.

Entre vários exemplos, o jogador de 24 anos, abordou os insultos a que foi alvo na partida contra o Chelsea, apontando ainda, o último incidente que ocorreu com Moise Kean, jogador da Juventus.

 

«Isto é a ponta do icebergue. Jogadores, adeptos e treinadores racistas estão a aparecer em todo o mundo. Todos os dias, desde os campos nos parques à Liga dos Campeões. As pessoas que gerem o desporto estão longe de fazer o suficiente para resolver o problema», afirmou Sterling.

 

O camisola 7 de origem jamaicana, tem sido um dos jogadores mais utilizados por Guardiola, somando um total de 66 golos com a camisola do city.  

Ler Mais
Comentários (2)

Últimas Notícias