Super Dragões falam em «estratégia para fazer cair Conselho de Arbitragem»

FC Porto 22-04-2019 14:37
Por Redação

Em comunicado, os Super Dragões acusam o empresário César Boaventura de ser o «idiota útil» numa estratégia que visa «descredibilizar e fragilizar» o atual Conselho de Arbitragem da FPF, liderado por José Fontelas Gomes.

 

«No futebol português está montada uma estratégia para descredibilizar e fragilizar o Conselho de Arbitragem (CA), com o objectivo de fazer "cair" Fontelas Gomes e restante elenco. A quem interessa esta "queda"? Quem ataca desde a primeira hora este CA? Quem morre de saudades pelo anterior presidente e seus fieis parceiros? Quem viu alguns dos seus seguidores a serem relegados, por manifesta incompetência, para categorias inferiores da arbitragem, depois da entrada em funções deste CA? Com a estratégia montada e pensada, é sempre necessário ter um idiota útil que se preste ao papel de levar a carta a Garcia....e eis que surge César Boaventura!», lê-se na referida nota.

 

Entre vários ataques a Luís Filipe Vieira e ao Benfica, a claque do FC Porto acusa ainda César Boaventura de «fetichismo» por procurar saber os assuntos debatidos nos grupos dos Super Dragões nas redes sociais e desmentem o empresário sobre as alegadas pressões a árbitro:


«É absolutamente falso que alguém informe os Super Dragões sobre os hotéis onde os árbitros ficam hospedados. É absolutamente falso que algum árbitro tenha sido incomodado por algum elemento da nossa claque. Aliás, na famigerada "invasão à Maia", da qual continuamos a desconhecer qualquer queixa, investigação, identificação ou acusação, é bom não esquecer que no próprio dia dos alegados factos, o líder Fernando Madureira falou aos órgãos de comunicação social junto ao centro de treinos da Maia, numa demonstração clara de boa fé e de que qualquer acto menos correcto jamais seria tolerado pela claque. Por muito que queiram dizer o contrário, nunca nenhum elemento dos Super Dragões ou outro portista, foi julgado pela prática de crimes de ameaça ou coação a árbitros e suas famílias.»

 

«Esta é a verdade dos factos e não a realidade alternativa que alguns procuram criar. Uma realidade baseada na deturpação, mentira, calúnia e essencialmente cobardia», acrescentam os Super Dragões, que rematam com um «apelo ao bom senso de todos»:

 

«Faltam quatro jornadas para o final do campeonato, para alguns parece valer tudo, mas para nós, a única coisa que interessa, é ganhar as cinco partidas que faltam e que nos podem valer dois títulos. É tão simplesmente isso que temos em mente!»

Ler Mais
Comentários (72)

Últimas Notícias