Marco Alves é o chefe de missão em Tóquio-2020

Jogos Olímpicos 13-02-2019 09:07
Por Gabriela Melo

Marco Rúben Alves é a escolha da Comissão Executiva do Comité Olímpico de Portugal (COP), desde dezembro, para o desempenho da função de chefe de missão aos próximos Jogos Olímpicos, em 2020, na capital japonesa, Tóquio.


Ao invés da prática nas últimas edições, com figuras do desporto português responsáveis pela comitiva, a escolha recaiu no diretor do departamento de missões e preparação olímpica do COP, Marco Alves. Decisão tomada pela Comissão Executiva em dezembro. «Perfil, conhecimento e experiência» justificam a opção, conforme esclareceu o presidente do COP, José Manuel Constantino, quando confrontado, ontem, por A BOLA. Marco Alves será coadjuvado pela colega Catarina Monteiro.


Esta dupla é um desvio à prática do COP de convidar uma figura do desporto, externa à estrutura, para o desempenho da tarefa. O antigo canoísta José Garcia chefiou a missão no Rio de Janeiro-2016, sucedendo ao então presidente da Federação Portuguesa de Canoagem e membro da Comissão Executiva do COP, Mário Santos, em Londres-2012, ou ao também líder da Federação Portuguesa de Ginástica à época, Manuel Boa de Jesus, em Pequim-2008.


Marco Alves tem «vasta experiência» como membro de missões olímpicas e «já foi o adjunto de José Garcia» no Brasil, conforme recordou José Manuel Constantino. Desde então, a partir de 2017, tem chefiado a representação nacional nos principais eventos com atletas olímpicos. 

 

Ler Mais
Comentários (9)

Últimas Notícias

Mundos