Os milhões não subiram à cabeça de Dyego Sousa

SC Braga 12-02-2019 09:55
Por Redação

O SC Braga reforçou a candidatura ao título e com a vitória sobre o Chaves reduziu para dois os pontos de diferença para o FC Porto.

 

Na recuperação encetada pelos minhotos, um coletivo forte e ambicioso alimenta aquele que é o melhor marcador do campeonato: Dyego Sousa. 

 

O brasileiro, que tem dupla nacionalidade, soma 14 golos na Liga e 19 em todas as competições. É ele o principal rosto de um Guerreiro que assume o desejo de «fazer o que nunca foi feito», uma das frases emblemáticas de Abel Ferreira.


O que poucos imaginam é que Dyego Sousa viveu dias de enorme ansiedade e stress entre dezembro e o último dia de janeiro que, noutro contexto, podiam ter-lhe retirado o fulgor que exibe nas áreas adversárias. O mercado agitou-se de tal forma à sua volta que as propostas batiam praticamente a sua cláusula de rescisão de €20 milhões euros.


Aos 29 anos, o contrato da sua vida estava à distância de um sim, de uma assinatura, e Salvador segurou-o com a promessa de que o salto se concretizará no final da época. Dyego Sousa não caiu na teia que traiu outros alvos do mercado e cuja produção desceu a pique depois de tanto assédio. Pelo contrário, nos meses de dezembro e janeiro o avançado apontou nove golos em 13 jogos, um apetite voraz que parece não ter fim.
 

Ler Mais
Comentários (17)

Últimas Notícias