Medalhas olímpicas feitas de lixo eletrónico

Jogos Olímpicos 08-02-2019 18:40
Por Redação

A organização japonesa dos Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio, quer produzir as medalhas de competição com lixo eletrónico. Desde 2017 que está a ser organizada uma campanha de forma a recolher todos os telemóveis e computadores deitados fora para que possam ser reutilizados.

 

Numa atualização feita esta sexta-feira, os organizadores anunciaram a recolha de mais de 47 mil toneladas de dispositivos eletrónicos, onde se inclui um total de cinco milhões de telemóveis entregues por uma das maiores companhias eletrónicas do Japão.

 

Com cerca de 90% do ouro alcançado e 85% da prata, é expectável que as metas sejam atingidas até ao final de 2019, de forma a que comecem a ser fabricadas as medalhas.

 

Recorde-se que já na edição de 2016, no Rio de Janeiro, cerca de 30% das medalhas atribuídas foram feitas com materiais reciclados.

O FUTURO COM O NOSSO PASSADO


Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo de qualidade que se faz da grande história, da investigação e da grande reportagem – nós temos esse jornalismo (o jornalismo que fez com que se falasse de A BOLA como a Bíblia) para lhe continuar a dar.

Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo do texto criativo e sedutor e da opinião acutilante que não se faz de cócoras ou de mão estendida – nós temos esse jornalismo para lhe continuar a dar…

… e para nos ajudar a manter e a melhorar esse jornalismo sério e independente com o timbre de A BOLA,

Junte-se a nós nesse novo desafio ao futuro, tornando-se nosso assinante.

ASSINE AQUI

A Edição Digital de A Bola

Ler Mais
Comentários (2)

Últimas Notícias