Renamo sem candidato oficial à sucessão de Afonso Dhlakama

Moçambique 11-01-2019 23:00
Por Lusa

A Resistência Nacional Moçambicana (Renamo), principal partido da oposição, «ainda não tem um candidato oficial para a sucessão do histórico líder, Afonso Dhlakama», falecido em maio passado, na Gorongosa, disse, esta sexta-feira, à agência Lusa fonte oficial.

 

Angelina Enoque, chefe do gabinete eleitoral do sexto congresso da Renamo, disse que «nenhuma candidatura formal» deu entrada no órgão, criado no Conselho Nacional, em novembro, para preparar a sucessão do presidente do partido no congresso que vai decorrer na próxima semana na Gorongosa, província de Sofala.

 

«Candidatos oficiais, neste momento, não há nenhum…», disse Angelina Enoque, também deputada pela Renamo, quando faltam quatro dias para o congresso, acrescentando que «as candidaturas podem vão ser formalmente depositadas na Gorongosa até 15 de janeiro», data do início do congresso do partido.

 

A Renamo realiza entre 15 e 17 de janeiro o sexto congresso eletivo do partido numa das bases na serra da Gorongosa, que deverá escolher o sucessor de Afonso Dhlakama na presidência e automaticamente candidato do partido nas eleições presidenciais de outubro.

Ler Mais

Últimas Notícias

Mundos