Sagan ‘risca’ Algarve da lista

Ciclismo 09-11-2018 14:24
Por Fernando Emílio

Ainda não será em 2019 que Peter Sagan concretizará o desejo de correr no Algarve, apesar da corrida portuguesa até integrar o calendário da Bora-Hansgrohe no próximo o ano e nela ter previsto alinhar com Rafal Majka e Pascal Ackermann. Em entrevista concedida a A BOLA a 21 de agosto último, o eslovaco que já por três vezes consecutivas se sagrou campeão do Mundo, assumiu a vontade de, um dia, competir no prova algarvia, que nunca correu. Porém, e face ao calendário que já definiu para a primeira metade da temporada, antes das grandes voltas, percebe-se estar posta de lado a hipótese de correr a volta algarvia.

 

Apontado como símbolo do ciclismo moderno, pelos resultados e a forma como que participa nas competições, o eslovaco abrirá a época de 2019 com uma viagem por quatro continentes em dois meses, a iniciar na Austrália onde, pelo terceiro ano seguido, correrá o Tour Down Under (15 a 20/01), rumando depois à Argentina, para a Volta a San Juan (27 a 3/02) e ao Tour de Omã (16 a 21/02). Depois, ou permanece no Médio Oriente para o Tour dos Emirados Árabes Unidos (25 a 02/03), ou regressa à Europa para a clássica belga Omloop Het Nieuwsblad (02/03) e no dia seguinte a Kuurne-Bruxelas-Kuurne, que venceu o ano passado.Solicitado por tentadores convites dos organizadores das principais provas da Europa, incluindo a RCS Sport, organizadora da Volta à Itália, que o tenta convencer a correr pela primeira vez o Giro, após 7 presenças no Tour e 4 na Vuelta, certa, para já, está apenas a presença de Sagan na Strade Bianchi (09/03), Milão - San Remo (23/03), Tour de Flandres (07/04) e Paris - Roubaix (14/04), além da Volta à França.    

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias