Ronaldo-Real Madrid: crónica de um divórcio anunciado

Real Madrid 04-07-2018 10:15
Por Redação

Numa altura em que aumentam os rumores sobre a saída de Cristiano Ronaldo para a Juventus, o jornal Marca recordou os momentos-chave que levaram à rutura entre o internacional português e o presidente Florentino Pérez.


«Ronaldo não queria um tapete vermelho em Valdebebas, apenas ser tratado como uma lenda do clube, estatuto que já lhe pertencia», escreve aquele diário madrileno, lembrando que o craque luso nunca sentiu esse reconhecimento por parte de Florentino Pérez.


CR7 ganhava títulos, batia recordes e amealhava Bolas de Ouro, porém, a «obsessão» do líder merengue foi sempre uma: contratar Neymar. «Uma espinha encravada» na garganta de Florentino que criou no avançado português um sentimento de «desapego institucional».


Prova disso foi a promessa de melhoria de contrato, feita após a conquista da Liga dos Campeões, em 2017, que nunca chegou. Ronaldo não compreendia como o clube mostrava ter capacidade financeira para contratar Neymar e, ao mesmo tempo, adiava o prometido aumento salarial a uma lenda do clube.


Incompreensíveis para Ronaldo foram também as declarações de Florentino na gala da Bola de Ouro, em dezembro, onde, momentos antes de ser uma vez mais reconhecido como melhor jogador do mundo, ouviu o presidente aliciar o brasileiro: «Se queres ganhar a Bola de Ouro, vem para o Real Madrid.»


O tal «desapego institucional» foi sentido por Ronaldo em vários outros momentos. O Real Madrid sempre se colocou à margem dos problemas do jogador com o Fisco espanhol, um caminho inverso ao que seguiu o Barcelona com Messi, e isso afetou bastante a relação entre Ronaldo e Florentino.


Outro exemplo foi a posição do Real após a expulsão de Cristiano Ronaldo na Supertaça de Espanha. O clube recorreu da sanção, mas apenas Zinedine Zidane veio a público defender o jogador. A boa relação com o treinador servia como elo de ligação com a presidência, mas essa referência também desapareceu após a saída do francês.


Estes foram os fatores essenciais que deterioraram a relação entre Ronaldo e Florentino até ao ponto de rutura final. Uma semana antes do Mundial-2018, e um ano depois do prometido, o presidente tentou materializar a melhoria de contrato e tentar recuperar o respeito perdido. Mas a Marca questiona: será tarde de mais?


Ler Mais
Comentários (38)

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais