Negócio de João Félix subiu para mil milhões as vendas de Vieira

Benfica 19-06-2019 14:43
Por Rogério Azevedo

Com a venda do passe de João Félix ao Atlético Madrid por € 120 milhões, o Benfica garantiu a época mais frutuosa em termos financeiros: € 183 milhões, resultantes ainda das vendas de  Jiménez (Wolverhampton) e  Jovic (Frankfurt+  Real Madrid).

 

Estamos a excluir as percentagens de passes não pertencentes ao clube encarnado, bem como eventuais comissões a pagar a empresários. Falamos aqui, apenas e só, dos valores das vendas, não dos encaixes financeiros do Benfica. Estes, claro, são outra história.

 

Até agora, a temporada mais rentável fora a de 2017/2018, quando foram transferidos Ederson (40 milhões), Lindelof (35), Nélson Semedo (30,7), Mitroglou (15), Marçal (4,5), Celis (1,75), Mukhtar (1,5), Candeias (0,8), Rebocho (0,55) e houve ainda o empréstimo de Carrillo (1).

 

Se olharmos para os últimos 16 anos, ou seja, para a era de Luís Filipe Vieira como presidente do Benfica, que começou em outubro de 2003, vemos que os encarnados já venderam passes de jogadores que ultrapassam os mil milhões de euros: 1030,83 milhões.

 

A transferência da mais recente pérola do Seixal para a equipa de Madrid fez ultrapassar esta barreira histórica.

Ler Mais
Comentários (118)

Últimas Notícias