Arquipélago invadido por caravelas-portuguesas

Açores 22:00
Por Redação

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) já tinha avisado, no mês passado, para a possível presença de caravelas-portuguesas nas costas das ilhas açorianas, da Madeira e até em algumas zonas de Portugal continental. 

 

Confirmou-se a previsão.

 

Nos últimos dias, o mar que rodeia o arquipélago foi invadido por milhares de Physalia Physalis (nome científico), que chamam a atenção pelas suas cores.

 

Contudo, «a picada deste organismo pluricelular, composto por quatro pólipos, ou zooides distintos», é extremamente dolorosa.

 

Ainda de acordo com a Autoridade Marítima Nacional (AMN), as pessoas «devem evitar qualquer contacto com este organismo venenoso» e deixa conselhos.

 

«Em caso de contacto, não deve coçar, esfregar, colocar água doce, álcool ou amónia, nem tão-pouco colocar ligaduras. Deve, sim, lavar a zona afetada com soro fisiológico, retirar os tentáculos, aplicar vinagre e aplicar bandas quentes ou água quente para aliviar a dor», alertou a AMN. 

Ler Mais

Últimas Notícias