Italiano que gritou 'bomba' condenado a dois anos (com pena suspensa)

Porto 13-06-2019 19:26
Por Redação

O italiano detido na terça-feira pela PSP no aeroporto Francisco Sá Carneiro por ter gritado que havia uma bomba a bordo de um avião da Ryanair foi condenado a dois anos de prisão, com pena suspensa, revelou, esta quinta-feira, a PSP.

 

«O passageiro, de 26 anos, foi ouvido na quarta-feira no Tribunal da Maia», que lhe imputou ainda o pagamento das custas processuais.

 

O incidente a bordo do avião da Ryanair ocorreu à chegada ao aeroporto Francisco Sá Carneiro, no final de uma viagem que ligou Bérgamo, na Itália, ao Porto, em que o passageiro se desentendeu com a tripulação, acabando por gritar que havia uma bomba a bordo da aeronave.

 

O indivíduo foi então detido por agentes da Divisão de Segurança Aeroportuária da PSP e conduzido à esquadra do aeroporto para identificação e posteriores averiguações.

O FUTURO COM O NOSSO PASSADO


Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo de qualidade que se faz da grande história, da investigação e da grande reportagem – nós temos esse jornalismo (o jornalismo que fez com que se falasse de A BOLA como a Bíblia) para lhe continuar a dar.

Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo do texto criativo e sedutor e da opinião acutilante que não se faz de cócoras ou de mão estendida – nós temos esse jornalismo para lhe continuar a dar…

… e para nos ajudar a manter e a melhorar esse jornalismo sério e independente com o timbre de A BOLA,

Junte-se a nós nesse novo desafio ao futuro, tornando-se nosso assinante.

ASSINE AQUI

A Edição Digital de A Bola

Ler Mais

Últimas Notícias