Homem de 69 anos entrou em batalha legal para ficar... com menos 20 anos

Holanda 08-11-2018 19:22
Por Redação

Emile Ratelband acusa uma aplicação de encontros amorosos online de discriminação e diz que com menos 20 anos ficaria numa posição de «luxo» para ter mais sucesso.

 

Tem 69 anos, garante que não os sente, e entrou numa batalha legal para que lhe sejam legalmente retirados 20 anos da idade.

Emile Ratelband, que se autoproclama guru positivista, acusa o Tinder de discriminação. 

 

O holandês afirmou num tribunal de Arnhem que o seu sentimento de «desconforto pode ser comparado ao de alguém que não se identifica com o seu género».

 

Concordando que a mudança de género é um desenvolvimento da lei, o juiz perguntou-lhe como os seus pais se sentiriam se a sua idade oficial ficasse com menos 20 anos, apagando os registos.

 

«Os seus pais cuidaram de quem? Quem foi o menino deles?», perguntou o juiz.

 

Ratelband respondeu que os seus progenitores já faleceram e que tudo se trata de uma questão «de livre arbítrio». 

 

«Aos 69 anos, estou limitado. Se tiver 49, então posso comprar uma nova casa, conduzir um carro diferente», disse Ratelband. E acrescentou.

 

«Posso aguentar mais trabalho. Mas quando estou no Tinder e a aplicação me diz que tenho 69 anos, não recebo respostas. Se tiver 49, com a cara que tenho, ficarei numa posição de luxo, continuou. 

 

Emile Ratelband já iniciou os procedimentos legais e está à espera de uma resposta de um tribunal de Arnhem.

 

Segundo vários meios de comunicação locais, os juízes a quem foi apresentado o caso mostraram-se céticos em relação ao assunto, justificando «não haver um mecanismo legal que permita a alguém mudar a sua data de nascimento».

Ler Mais

Últimas Notícias