Miguel Oliveira ainda em dúvida para GP San Marino

Moto GP 09-09-2019 12:03
Por Redação

A participação de Miguel Oliveira (KTM) no Grande Prémio de São Marino, no próximo fim de semana, está ainda em dúvida depois da lesão sofrida no GP da Grã-Bretanha, em que sofreu uma queda.

 

O piloto português foi derrubado pelo francês Johann Zarco e sofreu uma lesão num tendão do ombro direito que o impediu de participar nos dois dias de testes realizados já no circuito em Misano.

 

Hervé Poncharal, patrão da equipa Tech3 não foi brando nas palavras ao recordar o incidente com o piloto também da KTM. «Chegamos a Misano um pouco preocupados, pois todos nos lembramos que o Miguel foi atingido por outro piloto em Silverstone. Apesar de termos achado que ele estava fisicamente bem depois daquele acidente desnecessário, quando chegou a Portugal e descobriu a lesão no tendão. Fez tratamento durante dois dias e voou para Misano, mas apenas depois de duas voltas o teste teve de acabar. Game over. Estamos preocupados quanto à participação em San Marino e depois do GP de Aragão», disse Poncharal em de declarações reproduzidas pelo site da equipa.

 

«Tenho falado com ele quase todos os dias. Parece recuperado, mas só saberemos se pode correr na sexta-feira de manhã, na primeira sessão de treinos livres», revelou ainda Poncharal. «É um grande revés, pois o Miguel estava a andar cada vez melhor. Graças à KTM e à mota melhorada ele estava com muita confiança e a equipa estava num grande momento.»


Miguel Oliveira mostrou-se mais otimista. «Infelizmente, esta lesão impediu-me de estar nos testes de Misano, mas, felizmente, tivemos uma pausa maior para poder recuperar. Tenho feito muita fisioterapia e consultado especialistas para melhorar a minha condição física. Estou a esforçar-me ao máximo para poder estar a 100 por cento em Misano! Estou otimista, estamos muito motivados, por isso esperamos poder recomeçar onde parámos», refere o piloto ao mesmo site. 

 

A equipa já está em San Marino. 

 

O FUTURO COM O NOSSO PASSADO


Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo de qualidade que se faz da grande história, da investigação e da grande reportagem – nós temos esse jornalismo (o jornalismo que fez com que se falasse de A BOLA como a Bíblia) para lhe continuar a dar.

Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo do texto criativo e sedutor e da opinião acutilante que não se faz de cócoras ou de mão estendida – nós temos esse jornalismo para lhe continuar a dar…

… e para nos ajudar a manter e a melhorar esse jornalismo sério e independente com o timbre de A BOLA,

Junte-se a nós nesse novo desafio ao futuro, tornando-se nosso assinante.

ASSINE AQUI

A Edição Digital de A Bola

Ler Mais
Comentários (2)

Últimas Notícias