Ronnie na final: a 1 vitória do recorde de mais ganhador de sempre

Snooker 16-11-2019 23:38
Por António Barroso

O inglês Ronnie O’Sullivan, de 43 anos, segundo da tabela e pentacampeão mundial (2001, 2004, 2008, 2012 e 2013) qualificou-se na noite deste sábado, pela segunda vez consecutiva, para a final do Open da Irlanda do Norte de 2018, prova da época 2019/2020 da World Snooker pontuável para o ‘ranking’ a decorrer até domingo no no Waterfront Hall, em Belfast, ao vencer na segunda meia-final o compatriota Joe Perry, de 45 anos, 15.º da hierarquia, por expressivos e concludentes 6-1.

 

Uma segunda meia-final sem história, com o ‘Rocket’ (Ronnie), qual predador, a aproveitar a incapacidade do ‘The Gentleman’ (Perry) em fechar os parciais a seu favor numa só visita para limpar mesas e ir somando parciais, até chegar a 5-0. Um enorme ‘chouriço’ na bola amarela, para o 2-0 – estava snooker (branca tapada) mas não só acertou como, com extrema felicidade dupla, embolsou a bola… e ficou com a verde de caras – foi como uma facada no coração de Perry: não há campeões sem sorte, lá diz o adágio.

 

Ronnie nem precisou de uma centenária sequer para, com entradas de 58, 54, 72, 90, 71 pontos, respetivamente, nas primeira, terceira, quarta, quinta e sétima partidas – somar vitórias nos ‘frames’ e desmoralizar um Perry que foi a grande surpresa da prova… mas que nem 50 pontos numa só entrada conseguiu na meia-final.

 

Com 36 títulos em provas de ‘ranking’, Ronnie poderá, caso vença a final de domingo, diante do compatriota, número um da hierarquia e campeão mundial, Judd Trump, de 30 anos – que venceu John Higgins por 6-3 na meia-final da tarde – tornar-se recordista absoluto de vitórias em provas de ‘ranking’ na era moderna do snooker, com 37.

 

Para já, o ‘Rocket’ soma 36 - Judd tem… 13, tenta a 14.ª… e terceira da temporada (depois do International Championship e World Open), segunda de rajada em Belfast, onde defende o título ganhou a O’Sullivan na final de 2018, 9-7 -, tantas quantas o escocês Stephen Hendry (já retirado, joga o circuito de Seniors), e poderá tornar-se recordista absoluto e mais ganhar de sempre já no domingo, a dar mais dramatismo ao duelo de titãs do Waterfront Hall, já apelidade de o melhor do momento (Judd) ‘versus’ o melhor de sempre (Ronnie).

 

 

A prova de Belfast pontua para o ranking e distribui prémios totais de 405 mil libras (472.938 euros), das quais 70 mil libras (81.742 euros) ao campeão e 30 mil libras (35.032 euros) ao vice-campeão – verba já garantida, no mínimo, quer por Ronnie, quer por Judd - e é transmitida em direto para Portugal (EuroSport). Por terem chegado às meias-finais, John Higgins e Joe Perry embolsaram, cada um, 20 mil libras (23.355 euros).

 

A final, domingo, será jogada entre os dois jogadores do topo da hierarquia planetária à melhor de 17 parciais, em duas sessões, às 13 e 19 horas: é compeão o primeiro a vencer nove (de 9-0 a possíveis 9-8).

 

Meias-finais, este sábado (apurados a negro):

Judd Trump-John Higgins, 6-3

Joe Perry-Ronnie O’Sullivan, 1-6

 

Final do Open da Irl. Norte, domingo (hora local e de Portugal continental):

Judd Trump-Ronnie O’Sullivan (13 e 19 horas)

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias