Sporting segura Taça Ibérica

Râguebi 11-11-2019 09:11
Por Miguel Morgado

As campeãs portuguesas, Sporting, e as espanholas do CRAT Residencia Rialta, da Galiza, defrontaram-se, no campo universitário de Elvina, na Corunha, para a 3.ª edição da Taça Ibérica. Depois de ter conquistado, no ano passado, o troféu em Lisboa, diante o Olímpico Pozuelo (Madrid), as leoas vencerem por 12-16 a formação galega, revalidando o título, o segundo em três edições da prova.

 

«Com esta vitória, esta equipa atingiu o patamar mais elevado da história das equipas femininas do clube [Sporting]. É um orgulho treinar este grupo», afirmou a A BOLA Pedro Leal, treinador das portuguesas.

 

Habituadas a jogar sevens e 10, só uma vez por ano jogam a variante de XV, na Taça Ibérica, as leoas surgiram reforçadas só para estes 90 minutos com a brasileira Larissa Lima e a neozelandesa Leazalea Te Iringa. Debaixo de chuva, com muitas bolas para a frente, o Sporting, entrou (2’) a ganhar com um ensaio de Thamara Rangel. Isabel Ozório falhou o pontapé de transformação e redimiu-se com um pontapé de ressalto (drop). As leoas, que em três vezes que chegaram à linha de 22 metros adversária, em duas delas somaram pontos, foram, para o intervalo, em vantagem, por 0-8.

 

O segundo tempo começou com um ensaio de Daniela Correia. Ozório falhou a transformação e, pouco tempo depois, converteu uma penalidade (0-16) quando faltavam ainda mais de 25 minutos para jogar. O CRAT reduziu através de ensaio de penalidade (sete pontos) e um ensaio (falhou a transformação), colocando o resultado final em 12-16. Do lado espanhol, destaque para Kate Mata’u, neozelandesa que no ano passado ajudou o Sporting a conquistar a primeira Taça Ibérica, em Lisboa, que aterrou na véspera da partida, entrou no jogo e ficará durante cinco meses na Galiza.

Ler Mais
Comentários (5)

Últimas Notícias