Ronnie volta após quatro meses com vitória em Xangai (6-3)

Snooker 12-09-2018 18:16
Por António Barroso

O inglês Ronnie O’Sullivan, de 42 anos, pentacampeão mundial (2001, 2004, 2008, 2012 e 2013) e terceiro do ranking mundial da World Snooker, estreou-se esta quarta-feira na época 2018/19 do circuito profissional, após quatro meses de ausência competitiva desde o Mundial, com uma vitória por 6-3 sobre o australiano Neil Robertson, de 36 anos, 10.º da hierarquia (e campeão mundial em 2010), nos oitavos de final do Xangai Masters, prova por convite destinada aos melhores do planeta e em que defende o título conquistado em 2017 (10-3 a Judd Trump na final).

 

O regresso do Rocket aumentava a curiosidade geral sobre a prova, que se iniciou na segunda-feira, dia 10, e se irá concluir no domingo, dia 16 do corrente mês, um torneio não pontuável para o ranking mas que distribui apetecível total de 725 mil libras (814.220 euros) de prémios, das quais 200 mil libras (224.612 euros) para o próximo campeão.

 

Um jogo com alguns erros de parte a parte mas em que o terceiro parcial - com Neil a vencer por 64-1 e Ronnie a recuperar até 52-64 para depois o inglês acabar por embolsar a rosa (58-64) e, com uma bola preta ao alcance de muito poucos, amealhar os decisivos sete pontos desta e vencer por 65-64, para somar, então, o 3-0 – teve um peso decisivo, e em que o Rocket nem uma entrada centenária (de 100 ou mais pontos) conseguiu: foi Robertson, mesmo, a conseguir a única tacada de três dígitos (107 pontos), no sexto parcial, então para atenuar a desvantagem a 2-4.

 

Depois de eliminado por Ali Carter no Mundial, em abril do corrente ano, viu-se alguns momentos de inspiração de Ronnie O’Sullivan, mas a certeza de que terá de subir o nível se quiser levar o cheque mais chorudo para Inglaterra: quinta-feira, nos quartos de final, terá pela frente o compatriota Stuart Bingham, de 43 anos, 13.º da hierarquia e campeão mundial em 2015, que beneficiou da ausência de última hora de Shaun Murphy (por problemas de saúde com a filha) para se apurar.

 

O vencedor deste embate dos quartos defrontará nas meias-finais o triunfador do embate entre o jogador do momento, o inglês Kyren Wilson, de 26 anos, número oito da hierarquia e semifinalista do último Mundial – triunfou nas últimas duas provas, o Paul Hunter Classic e o Mundial de 6 Vermelhas, e já mostrou classe a bater Judd Trump (6-2) em Xangai - e o galês Ryan Day, de 38 anos, 15.º da tabela, responsável pelo sensacional afastamento, esta quarta-feira, na negra (6-5) do escocês John Higgins, de 43 anos, tetracampeão mundial (1999, 2007, 2009 e 2011) e atual vice-campeão mundial.

 

Noutro grande duelo dos quartos de final, o ídolo local, Ding Junhui, de 31 anos, sexto do ranking, e que já afastou o norte-irlandês Mark Allen (6-3) terá pela frente apenas e só o número um mundial, o inglês Mark Selby, de 35 anos – já tricampeão mundial (2014, 2016 e 2017), que recuperou de forma sensacional, ante Zhou Yuelong, de 3-5 para vencer na negra (6-5) nos oitavos de final - na repetição da final do Mundial em 2016 e de uma das meias-finais também do Crucible em 2017.

 

Os quartos de final completam-se com a reedição de outra meia-final do Mundial-2018: o inglês Barry Hawkins, de 39 anos, sétimo da hierarquia, tenta a desforra do campeão mundial (atual, mas também em 2000 e 2003) e segundo da hierarquia, o galês Mark Williams, de 43 anos.

 

Os quartos de final do Masters de Xangai, prova transmitida para Portugal em direto (EuroSport) jogam-se na manhã de quinta-feira (hora de Lisboa) e ainda serão disputados à melhor de 11 frames: vence o primeiro a chegar a seis (de 6-0 a possíveis 6-5).

 

As meias-finais já serão jogadas à melhor de 11 parciais, com a vitória a surgir ao décimo (de 10-0 a possíveis 10-9), e a final será disputada até um dos jogadores conquistar 11 frames, à melhor de 21 parciais (de 11-0 a possíveis 11-10).

 

Depois de Xangai, segue-se o China Championship, em Guangzhou, de 24 a 30 do corrente mês, pontuável para o ranking, e que distribuirá um total de 725 mil libras (814.220 euros) em prémios, das quais 150 mil libras (168.459 euros) para o vencedor.

 

Resultados do Xangai Masters, 1.ª ronda (apurados a negro):

 

Neil Robertson-Guo Hua, 6-1 

Stuart Bingham-Fan Zhengyi, 6-0

Kyren Wilson-Liang Wenbo, 6-3   

Ryan Day-Chang Bingyu, 6-2  

Luca Brecel-Zhou Yuelong, 4-6    

Mark Allen-Xiao Guodong, 6-4     

Stephen Maguire-Pu QingSong, 6-4   

Anthony McGill-Yan Bingtao, 6-2 

 

Oitavos de final (apurados a negro):

 

Ronnie O'Sullivan-Neil Robertson, 6-3

Shaun Murphy-Stuart Bingham (falta de comparência de Murphy)

Judd Trump-Kyren Wilson, 2-6    

John Higgins-Ryan Day, 5-6  

Mark Selby-Zhou Yuelong, 6-5    

Ding Junhui-Mark Allen, 6-3 

Barry Hawkins-Stephen Maguire, 6-3

Mark Williams-Anthony McGill, 6-3    

 

Quartos de final (5.ª feira, hora portuguesa):

 

Ronnie O'Sullivan-Stuart Bingham (7 horas)

Kyren Wilson-Ryan Day (7 horas)

Mark Selby-Ding Junhui  (12.30 horas)

Barry Hawkins-Mark Williams (12.30 horas)

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais