Clube Eborense despediu-se da Taça da Europa

BILHAR 01-07-22 5:0
Por António Barroso

Depois do Centro Norton de Matos, de Coimbra, na véspera, esta sexta-feira foi a a vez do Clube de Bilhar Eborense se despedir da Taça da Europa de Equipas de Carambola (3 tabelas), prova organizada pelo FC Porto, Federação Portuguesa de Bilhar (FPB) e União Mundial de Bilhar (UMB), a decorrer com 23 equipas de 12 países desde terça—feira, 28 de junho, até domingo, dia 3 do corrente mês, na Academia do FC Porto, no Estádio do Dragão (Porto).

No quarto e último jogo no Grupo A da ‘Champions do bilhar’ desde quarta-feira, os alentejanos não resistiram aos espanhóis do Club Billar Paiporta e perderam, durante a tarde deste dia, por 0-2.

                                                     

Nas quatro mesas, José Baião foi batido por Sergio Jimenez por expressivo 9-40 (em 18 entradas, ou visitas à mesa), Alexandre Vitorino também não resistiu a Xavier Yeste de Pablo (19-40, em 32 entradas) e Mário Azevedo também foi suplantado por Jorge Canto (16-40, em 38 entradas).

Também Luís Santos não conseguiu o ‘ponto de honra’ para a formação de Évora no duelo, ao perder para Francisco Unguetti por 16-40, em 24 entradas.

Passam à 2.ª fase apenas os primeiros classificados de cada um dos cinco grupos, mais os dois melhores segundos classificados. Estas sete equipas vão juntar-se ao FC Porto, que já está na segunda fase da prova e aguarda por mais três rivais no Grupo 2, a jogar-se no sábado, dia 2 do corrente mês.

A equipa do FC Porto, hexacampeã nacional e com os números 1 e 2 do ranking da UMB – o neerlandês Dick Jaspers e o espanhol Daniel Sánchez, respetivamente (além do sueco Torbjorn Blomdhal, 10.º da hierarquia, mas só podem alinhar dois estrangeiros) - ainda nem se estreou na competição e já os outros dois clubes nacionais se despediram da mesma. Os dragões têm ainda, nas opções, o campeão nacional 2021/22, José Miguel Soares, e o seu antecessor em 2020/21, Rui Manuel Costa.

Só os dois primeiros de cada grupo de quatro equipas da 2.ª fase, a jogar-se sábado segue para as ‘meias’ da prova no domingo, dia em que se joga também a grande final e é encontrado o campeão europeu, que sucederá aos franceses do La Baule.