Guerra de ‘gangues’ continua após morte de adepto na festa do título

PORTO 12-05-22 11:31
Por Redação

A casa da mãe de Marco Orelhas, pai de Renato Gonçalves (suspeito da morte de Igor Silva, de 26 anos, na noite do último sábado, no Porto, durante os festejos do título dos dragões), foi baleada, na quarta-feira, poucas horas depois do funeral do adepto do FC Porto.

De acordo com o Correio da Manhã, um homem, de 31 anos, foi ferido, embora tivesse recusado ser transportado para um hospital.

Esta situação aconteceu 24 horas depois de um juiz de instrução criminal do Porto ter alertado, segundo o Correio da Manhã, para a possibilidade de um sério «conflito entre grupos rivais», em concreto os ‘gangues’ de Marco Orelhas e Igor Silva.

Teme-se, agora, ainda segundo o Correio da Manhã, que os acontecimentos de quarta-feira possam levar a uma escalada de violência entre os grupos dos bairros de Ramalde e do Cerco, de Igor, Marco Orelhas e o filho, respetivamente.