Prisão preventiva para suspeito de homicídio de adepto

JUSTIÇA 10-05-22 10:5
Por Redação

O suspeito do homicídio de um jovem adepto do FC Porto durante os festejos do título dos dragões, na madrugada de domingo, na Invicta, ficou em prisão preventiva.

Presente esta terça-feira a primeiro interrogatório no Tribunal de Instrução Criminal (TIC) do Porto, Renato Gonçalves, 19 anos, viu ser-lhe decretada a medida de coação mais gravosa, confirmada pela advogada do arguido.

Segundo Poliana Rodrigues, o suspeito contou a sua versão dos acontecimentos, em relação à morte de Igor Silva, 26 anos, registada nas imediações do Estádio do Dragão.