«Temos todas as condições para sair de uma situação difícil»

TONDELA 24-09-21 1:46
Por Arménio Pereira

A frieza dos números verga neste momento o Tondela ao último lugar da tabela classificativa em igualdade pontual com outras três equipas, Belenenses SAD, Famalicão, Moreirense, todos com 3 pontos.

O jogo deste sábado coloca frente a frente a equipa de Pako Ayestarán com os famalicenses, partida que poderá separar os dois conjuntos na cauda da classificação. Na projeção do jogo no Estádio João Cardoso (20h30), o treinador acha que os nervos não se vão apoderar dos jogadores: «É um jogo como todos que estamos a jogar com muita importância. Cada ponto conta no final da época». A ordem é dar tudo em campo e «a nossa atenção tem de estar onde tem de estar que que é trabalhar em cada dia e estar preparados para poder ter opções de poder ganhar este jogo», reforçou.

Pako Ayestarán manifestou confiança na equipa: «Temos tido bom rendimento em geral e momentos pontuais que nos têm penalizado muito. Espero uma equipa consciente da responsabilidade que tem». O técnico acredita que a equipa tem dado mostras de estar muito responsabilizada, «trabalhando com muita intensidade, vivendo cada dia com muito empenho, superando as dificuldades como equipa que é a fórmula de obter resultados e sair de situações difíceis como a que temos», explicou.

O treinador beirão não quer arranjar desculpas para o momento menos positivo, nem para o facto, de terem chegado muitos jogadores já com a pré-época a decorrer: «O passado não conta, estamos focados no presente, não damos nenhuma desculpa. Somos o que somos e a partir daí há que trabalhar creio que temos qualidade suficiente para ganhar os jogos e jogadores de diferentes características com os quais temos todas as condições para sair de uma situação difícil.»

Pako Ayestarán sabe que do outro lado estará um Famalicão que também está pressionado a ganhar, «uma equipa com muita qualidade individual que vai por as coisas muito difíceis, que ataca com muito critério, com muitos homens e que logicamente vai por as coisas difíceis…». Ainda assim, o técnico espanhol evita falar da palavra pressão, optando pelo termo responsabilidade, pensando sobretudo, no momento atual: «precisamos que o jogo tenha intensidade e ritmo e que tenhamos tanto a nível defensivo como ofensivo muito equilíbrio…», aconselhou.

Tanto o central Sagnan, como o médio Iker Undabarrena que saíram mais cedo do jogo com o SC Braga devido a fadiga muscular estão aptos para o confronto com o Famalicão.