Família de Emiliano Sala pede respostas: «Dois anos e nada sabemos…»

ARGENTINA 21-01-21 5:15
Por Redação

A família do antigo avançado Emiliano Sala apelou à abertura de um inquérito à queda no Canal da Mancha do jato privado que o transportava desde Nantes (França) até Cardiff (País de Gales). O corpo do atleta foi encontrado dentro da aeronave duas semanas depois mas o do piloto David Ibbotson, até hoje, não foi resgatado. Em comunicado divulgado pelo advogado David Machover, a família do argentino pede celeridade na Justiça.

«É uma tragédia terem passado dois anos desde a morte do Emiliano e ainda nada sabemos sobre o que aconteceu e por que morreu. Uma investigação será a única forma de repor toda a verdade, de modo a que a família não tenha de suportar outro triste aniversário sem respostas», pode ler-se.

A primeira investigação ao caso concluiu que nem o piloto nem o avião tinham as licenças necessárias para fazerem voos comerciais, sendo apontada «uma falha nas normas de segurança» como razão para a queda do avião no mar. Devido à pandemia, a investigação foi interrompida e, até hoje, não houve mais novidades sobre o caso.