Dortmund avisa que pode não libertar jogadores para as seleções

ALEMANHA 25-09-20 11:44
Por Redação

Michael Zorc, diretor desportivo do Dortmund, assume que, face às restrições impostas para controlar a Covid-19, o clube poderá negar-se a libertar os jogadores para os próximos compromissos das seleções nacionais, em outubro.

«Tendo em conta as últimas informações, não vejo as próximas datas para os jogos de seleções como um problema. A situação não mudará quando voltarmos às chamadas zonas de risco. Foi isso que percebi na quarta-feira», começou por dizer o dirigente, assumindo que a postura do clube pode mudar se as regras forem alteradas:

- Se as coisas continuarem como estão atualmente, os jogadores podem sair da quarentena se o resultado ao teste for negativo. Mas se a situação mudar e, após as viagens, os jogadores forem colocados cinco ou mais dias em isolamento e tiverem de perder os treinos ou até mesmo um jogo do Dortmund, não os deixaremos ir às seleções nacionais.

Raphael Guerreiro é o único internacional português que milita no Dortmund. O lateral foi chamado por Fernando Santos para os últimos compromissos da Seleção Nacional, tendo sido titular nos dois jogos com a Suécia e a Croácia, para a Liga das Nações. Portugal tem três datas marcadas para outubro, começando com um jogo de preparação diante da Espanha (dia 7), seguindo-se os duelos com França (11) e de novo a Suécia (14), também para a Liga das Nações.