Clubes com falta de comparência

CAMPEONATO PORTUGAL 21-09-20 8:18
Por Eduardo Pedrosa Marques/Orlando Vieira

O Fátima não compareceu no jogo de ontem, com o Caldas, da Série F do Campeonato de Portugal (CP), por não validação da inscrição dos jogadores na Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Segundo A BOLA apurou, a SAD havia sido notificada para a validação da equipa no CP mas na segunda-feira, quando tentou inscrever os jogadores, viu os intentos negados.

A decisão prende-se com as dívidas existentes (de €700 mil e cujo processo de insolvência está em curso) mas que, garantiram-nos, não invalidariam a presença da equipa na prova. O Fátima ainda tentou o adiamento mas o Caldas não aceitou, pelo que perdeu por falta de comparência. Segue-se batalha jurídica: a SAD vai interpor uma providência cautelar para suspender o CP e a Taça de Portugal - no domingo há jogo da Taça com o Oleiros.

O União da Madeira não compareceu ao jogo com o Vila Real (Série C). À hora do início do jogo (16 h) no Campo Adelino Rodrigues, estavam no sintético a equipa do Vila Real, os árbitros e os delegados da FPF. Da equipa do União apenas alguns dirigentes, entre os quais o presidente da SAD, Sérgio Nóbrega, que pediu a presença da PSP para apresentar um documento alegadamente das autoridades de saúde locais para justificar a ausência.

«Não houve falta de comparência, apenas não estiveram reunidas as condições», referiram em comunicado os madeirenses, que não têm número suficiente de jogadores inscritos. Os insulares, que ainda em 2016 estavam na Liga, estão mergulhados numa grave crise.

Seguir-se-á agora um processo disciplinar bem como uma multa a ambos os clubes, que correm o risco de serem afastados da competição.