Nélson Veríssimo não vê «necessidade» de motivar jogadores

BENFICA 13-07-20 2:28
Por Redação

Os últimos dias ficaram marcados pela notícia do Correio da Manhã, na qual André Almeida, Pizzi e Rafa são apontados como responsáveis pela saída de Bruno Lage do comando técnico do Benfica. Confrontado com esta polémica, Nélson Veríssimo saiu em defesa dos jogadores.

«O Benfica tem um plantel com 25 jogadores, todos muito profissionais. Fiz parte da equipa técnica anterior, estou aqui há ano e meio, e todos os jogadores tentaram cumprir ao mais alto nível todas as tarefas que lhes foram propostas», referiu o sucessor de Bruno Lage em conferência de imprensa.

Questionado sobre o que é preciso para motivar o plantel face à crise de resultados: «Podia ter essa necessidade se visse no dia a dia que existe falta de motivação. Cada vez mais vejo os jogadores com mais vontade de trabalhar e lutar para ganhar o próximo jogo. Foi assim desde início da época e também neste período mais difícil. Não sentimos necessidade de passar uma mensagem motivação em função daquilo que os jogadores nos passam nos treinos e nos jogos.»

Ainda sobre a crise de resultado, o Benfica não consegue duas vitórias seguidas desde a derrota com o FC Porto, em inícios de fevereiro: «Isso poderemos analisar a devido tempo. Fiz parte da equipa técnica anterior e isso foi discutido entre nós. Estamos a trabalhar para concluir este campeonato com três vitórias e depois conseguir outra na final da Taça de Portugal.»

Rafa não foi titular nos dois jogos disputados desde que assumiu o comando da equipa: «Temos um plantel com 25 jogadores, todos com qualidade para jogar nesta equipa. As opções são furto do momento do coletivo e do adversário. Não vou falar em particular do caso de Rafa porque outros estão nas mesmas condições e não tiveram ainda uma oportunidade.»