Pinto da Costa: «Seninho era uma pessoa invulgar, daquelas que faz pena ver partir» (fotos)

FC PORTO 06-07-20 11:50
Por Paulo Pinto

Pinto da Costa marcou presença esta manhã, nas Antas, na missa do velório de Seninho, antiga glória dos dragões, que faleceu no sábado vítimas de problemas pulmonares.

O presidente dos dragões, que se fez acompanhar de Vítor Baía e Fernando Gomes, recorda o antigo jogador. «O seu exemplo de vida era muito importante para todos. Seninho foi um grande jogador na sua geração. Neste momento, queria evocar o grande homem que ele foi como atleta, pai, cidadão e amigo. Era uma pessoa invulgar, daquelas que faz pena ver partir», disse, após a missa de corpo presente na igreja das Antas.

«O seu exemplo de vida era muito importante para todos. Ele sentia o clube de uma maneira muito particular, para ele foi um momento de felicidade [ser campeão em 1977/78] e para mim foi um prazer colocar essa faixa que ele tanto mereceu", completou o presidente dos dragões, recordando o campeonato que marca o fim do jejum de 19 anos do F. C. Porto sem conquistar qualquer título nacional.

Pinto da Costa evocou ainda o célebre jogo em Old Trafford, onde dois golos de Seninho permitiram ao F. C. Porto eliminar o Manchester United na edição de 1977/1978 da Taça das Taças. «O jogo é em Manchester é uma referência na carreira dele, mas a carreira do Seninho foi mais do que isso. Marcar dois golos em Manchester não é para qualquer um».

O presidente dos dragões dedicou ainda a vitória sobre o Belenenses à memória de Seninho: «A vitória ontem, aliás todas as vitórias são dedicadas aos grandes símbolos do F. C. Porto, como foi o Seninho. A memória dele perdurará para sempre.»