Gomes Pereira pessimista

OLIMPISMO 22-05-20 11:32
Por Redação

O diretor de Medicina Desportiva do Comité Olímpico de Portugal (COP), José Gomes Pereira, defendeu, ontem, que a normalidade do treino «não será retomada tão cedo» e confessou-se «pessimista» quanto às tentativas de «retoma da atividade», em ambas as situações devido à pandemia de Covid-19.  

Num debate multidisciplinar ‘online’ sobre as lesões desportivas, promovido pelo COP, o antigo diretor clínico do Sporting mostrou-se favorável ao desconfinamento, «com os riscos que isso tem», mas lembrou que «as análises se vão repetindo desde março sem surgir nada de novo». E justificou: «Se se pode treinar agora, não se podia há 15 dias? Se na aviação não se podia lotar os aviões, dentro de uns dias já se pode? O que é que se alterou em termos da condição pandémica?»

Segundo Gomes Pereira, as «questões económicas» estarão a motivar «muitas decisões» tomadas e a utilização de equipamentos de proteção individual no treino físico não pode ser comparada às «atividades diárias comuns».