Horácio Gonçalves: «Fomos fantásticos»

MOÇAMBIQUE 05-12-19 8:27
Por Alexandre Zandamela, Maputo

Horácio Gonçalves, ao leme do Costa do Sol, tornou-se ontem no quinto treinador português a ser campeão de Moçambique, juntando-se a Rui Caçador (Maxaquene em 1985 e 1986), José Castro (Desportivo de Maputo em 1988), Litos (Liga Muçulmana em 2013 e 2014) e Vítor Pontes (Ferroviário Maputo em 2015).

Em jogo em atraso da 27.ª jornada do Moçambola, o Costa do Sol venceu a UD Songo, bicampeã em   título, por 4-2, e dilatou para seis pontos a vantagem sobre o adversário de ontem apenas com uma jornada por disputar.

«Este ano ganhámos a Supertaça à União Desportiva do Songo, vencemos o Torneio Mavila Boy e, no Moçambola, fomos simplesmente fantásticos»,  afirmou Horácio Gonçalves, que foi levado em ombros por dezenas de adeptos, que, eufóricos, festejaram até à rouquidão este título, 10.º da história do clube, 12 anos depois do último .

«Grande espetáculo. Os meus jogadores mostraram excelente capacidade de gerir as emoções e transformar cada lance numa oportunidade para construir esta brilhante vitória. Derrotámos e destronámos o bicampeão, fazendo uma exibição que, seguramente, ficará gravada na memória de todos nós, sobretudo na dos jogadores pela forma como a construíram. Eles foram fantásticos, são grandes profissionais e o meu orgulho», elogiou Horácio Gonçalves.