Luís Gonçalves: «Pensei que íamos ser raptados»

MOÇAMBIQUE 10-10-19 12:0
Por Bruno Henriques

Luís Gonçalves, selecionador nacional de Moçambique, recordou em entrevista a ABOLA alguns episódios caricatos que passou ao serviço dos Mambas.

Em Adis Abeba, capital da Etiópia, a caminho de um jogo qualificação para o CAN 2017, entrou em detalhe na viagem. «A viagem incluía uma noite na cidade, só que quando demos por isso, estávamos numa rua sem luz, nem nada. Pensei no imediato que íamos ser raptados, eu e o resto da equipa técnica. Mas depois lá acabámos por ficar num sítio engraçado, onde passámos a noite de forma tranquila», atirou.

Ficou também na memória do técnico de 47 anos a primeira partida oficial dianta do Gana. Um treino de adaptação ao relvado que era suposto ser à porta fechado, mas acabou por ter uma multidão a observar.

«Quando chegámos ao estádio nem queríamos acreditar, estava cheio de gente nas bancadas com câmaras de filmar. Ficámos indignados e perguntámos à organização se não iam fazer nada. A resposta que nos deram foi muito simples: ‘Amigo, isto é África’.», brinca.

Leia a entrevista na íntegra na edição digital ou na edição impressa de A BOLA.