Julen morreu devido à queda no poço e não em operações de resgate

ESPANHA 15-04-19 2:41
Por Redação

O bebé espanhol de dois anos, que caiu num buraco em Totalán, Málaga, morreu após a queda no poço e não durante as operações de salvamento, segundo refere a autópsia. Julen caiu num furo de prospeção de água.

A autópsia explica que Julen teve um tempo de sobrevivência «curto», ou seja, a criança esteve morta durante os 12 dias que duraram as operações de resgate. A criança estava num buraco com 25 centímetros de diâmetro e 70 metros de profundidade. 

O dono do terreno, através do seu advogado, colocou a possibilidade de o bebé ter morrido devido aos ferimentos causados durante o resgate.