Adepta do Aves nega agressão e pede desculpa a Bruno Fernandes

SPORTING 14-04-19 5:11
Por Pascoal Sousa

Carla Antunes, 42 anos, adepta do Aves desde que nasceu, sacudiu as redes sociais a propósito de uma alegada tentativa de agressão a Bruno Fernandes quando o médio do Sporting foi celebrar o triunfo por 3-1 dos leões sobre os avenses na zona afeta aos sócios da casa, no final da partida.

O jogador foi abraçar a mãe e irmã, mas em declarações a A BOLA Carla Antunes garante que nunca «na vida» bateria «num ser humano» e não ser «para se defender» e nega ter sequer tentado agredir o médio sportinguista.

«Sei que o que fiz não é um ato bonito, mas foi no calor da emoção e quero apresentar desculpas ao Bruno Fernandes pelas palavras que lhe dirigi. Foram apenas palavras e até revelo o que lhe disse: ‘Oh burro, vai festejar para o lado dos adeptos do Sporting’. Nada mais. Ele perguntou-me se tinha algo contra ele. Não tenho, até é um jogador que admiro. Foi com o Bruno como podia ser com outro, a questão foi ele ter celebrado ali, e não com os adeptos do Sporting, como acho que devia ter feito», resume a adepta.

De resto, ao lado de Carla Antunes «estava a polícia» e o episódio não motivou a intervenção da autoridade. «A verdade é que foi apenas isso que aconteceu, a família, à qual também apresento desculpas, não reagiu. Sei que não foi uma atitude correta, estava nervosa porque o Aves precisava no mínimo do empate, contudo, agressão não houve e muito menos tentativa. Só lhe disse para ir celebrar para o outro lado.»

A adepta vê o seu nome «achincalhado» e sente profunda «tristeza» por isso. «Houve quem lhe chamasse coisas bem piores. Agora, se fosse um jogador do Aves a fazer isso junto da claque do Sporting, como reagiriam os adeptos? Sei que não é desculpa, mas há que ter algum cuidado na forma como se distribuem os adeptos num estádio. Mas uma vez mais peço desculpa ao Bruno», rematou Carla Antunes.