Sociais-democratas favoritos nas legislativas deste domingo 

FINLÂNDIA 13-04-19 10:26
Por Redação

O primeiro-ministro finlandês, o liberal Juha Sipilä, enfrenta, este domingo, nas urnas, um forte desafio do Partido Social-Democrata, de centro-esquerda, que nas sondagens para as eleições legislativas parece ter recuperado do seu pior resultado, em 2015, para aparecer agora como favorito.

A campanha foi marcada pela discussão sobre a segurança social do país, com os sociais-democratas a prometerem manter o sistema «forte», mesmo que para isso seja preciso subir impostos.

Se, por um lado o Partido Social-Democrata, liderado por Antti Rinne, é tido como o vencedor anunciado, as sondagens não lhe dão mais de 20%, não é claro com quem poderá ter maioria para governar.

A fragmentação vai ser notória: pela primeira vez haverá cinco grandes partidos na luta, quando tradicionalmente havia três.

Além do Partido do Centro de Sipilä, liberal, do Social-Democrata e da Coligação Nacional, há ainda o Partido dos Finlandeses, que se espera que fique em segundo lugar, o Reforma Azul, de dissidentes do partido de extrema-direita que participavam no Governo com Sipilä, e por fim, a Liga Verde.