Federação guineense investigada judicialmente

GUINÉ-BISSAU 03-04-19 3:10
Por redação

Manuel Lopes, presidente da Federação guineense de futebol, tem vindo a ser investigado por suspeita de crimes de tentativa de homicídio, difamação, injúria e denúncia caluniosa. 

Na passada segunda-feira, três dirigentes do futebol guineense apresentaram queixa-crime no Ministério Público contra Manuel Lopes.

Anteriormente, o presidente da Federação acusou os três dirigentes de tentarem prejudicar a seleção guineense, informando a Zâmbia (adversária da Guiné-Bissau nos jogos de qualificação para a Taça das Nações Africanas) de uma eventual inscrição fraudulenta.

De destacar que o responsável máximo da Federação de futebol de Guiné- Bissau é, também, alvo de investigação na Polícia Judiciária, no seguimento de, alegadamente, se ter envolvido num briga pública com Adilé Sebastião, empresário do jogador Alfa Semedo, cedido recentemente pelo Benfica ao Espanhol.