Cientistas portugueses descobrem proteína que permite novo diagnóstico da infertilidade

CIÊNCIA 24-07-18 12:53
Por Redação

Cientistas portugueses identificaram, numa experiência com a mosca-da-fruta, uma proteína que promove a compatibilidade entre os cromossomas maternos e paternos após a fertilização, o que vai permitir realizar uma nova abordagem no diagnóstico da infertilidade.

O estudo, hoje divulgado, foi realizado por uma equipa do Centro de Investigação em Biomedicina da Universidade do Algarve e do Instituto Gulbenkian de Ciência liderada por Rui Gonçalo Martinho e Paulo Navarro-Costa.

A proteína dMLL3/4, «permite que o óvulo fertilizado seja capaz de assegurar não só a correta divisão dos cromossomas maternos como também a descompactação da informação genética paterna», refere um comunicado conjunto das duas instituições.