Dragão em versão camaleónica

FC Porto 13-04-2022 11:23
Por Paulo Pinto

É reconhecida a riqueza tática que Sérgio Conceição preconiza para a sua equipa, buscando sempre a perfeição. Muito se fala do trabalho de laboratório - escondido - que se faz no Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia, sempre longe dos olhares  dos jornalistas e dos próprios adeptos.

 

Na verdade, o segredo acaba por ser a alma no negócio, na circunstância as valências que podem destronar os adversários, ora porque optam por um bloco mais baixo, normalmente com uma linha de cinco elementos, ou até de duas linhas com o mesmo número de participantes.


Há sempre margem para inovar e surpreender os opositores e é nesse campo que Sérgio Conceição, juntamente com a restante equipa técnica, procura inovar e mostrar que é sempre possível arranjar argumentos diferentes para chegar ao objetivo principal de um jogo de futebol: ganhar.
Desde que assentou arraiais no Dragão, no verão de 2017, a matriz de jogo em que o treinador azul e branco mais tem apostado é o clássico 4x4x2 com dois avançados bem abertos na frente de ataque, mas a forma de abordar os diferentes comportamentos em campo dos antagonistas faz com que muitas vezes esse esquema seja substituído por outro, como o 4x3x3 ou o 4x2x3x1.

 

Leia mais na edição impressa e digital de A BOLA.



 

Ler Mais
Comentários (4)

Últimas Notícias