Diferendo com Sampdoria por Bruno Fernandes pode chegar à FIFA

Sporting 03-05-2020 09:55
Por Nuno Raposo

A Sampdoria reclama ao Sporting os 4,65 milhões de euros correspondentes a 10 por cento da mais-valia que os leões conseguiram com a venda do passe de Bruno Fernandes para o Manchester United.

 

Essa cláusula consta do contrato de transferência do internacional português do clube de Génova para Alvalade, no verão de 2017, mas o vínculo que estava em vigor na altura da saída para Inglaterra já era outro, uma vez que o anterior foi pelo jogador rescindido, de forma unilateral e alegando justa causa, depois da invasão da Academia de Alcochete em maio de 2018.

 

Bruno Fernandes voltou atrás, assinou novo contrato com o Sporting e por isso a administração do emblema verde e branco analisa agora se tem mesmo de pagar o dinheiro que os italianos já reclamam.

 

Tem estado em pré-contencioso, ou seja, em conversas entre os dois clubes, este diferendo, que se assim continuar, com as posições nos extremos, poderá avançar para a FIFA, assim entenda a Sampdoria que o deva fazer para assegurar o que considera ser seu: 10 por cento da mais-valia realizada pelos leões, ou seja, 10 por cento de €46,5 milhões, um vez que o Sporting pagou €8,5 M aos italianos em 2017 e este ano vendeu o passe do médio por €55 M fixos - os extras, por objetivos individuais e coletivos, podem acrescentar até €25 milhões à operação.

 

Leia a notícia na íntegra na edição impressa ou na edição digital de A BOLA

Ler Mais

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Comentários (96)

Últimas Notícias

Mundos